Press Release

Gil Peñalosa é um dos destaques do Smart City Expo Curitiba 2020

Terceira edição do evento no Brasil reunirá grandes nomes da inovação ao redor do planeta para discutir a materialização das cidades inteligentes no Brasil e no mundo

Gil Peñalosa é um dos destaques da edição. Foto: Divulgação

Um dos urbanistas mais importantes do mundo, Gil Peñalosa estará em Curitiba entre os principais palestrantes do Smart City Expo Curitiba 2020 (SCECWB 2020), terceira edição brasileira do maior evento sobre cidades inteligentes do mundo, que ocorrerá na capital paranaense nos dias 26 e 27 de março. Peñalosa, fundador e presidente da organização sem fins lucrativos canadense 8 80 Cities, já acompanhou gestores de mais de 350 cidades ao redor do mundo para a transformação de comunidades urbanas em espaços mais acessíveis, saudáveis e que ofereçam bem-estar para todas as pessoas, independentemente da idade, do gênero, do status socioeconômico ou étnico. Em 2017, Peñalosa foi listado pelo Planetizen como um dos 100 urbanistas mais influentes de todos os tempos.

Alguns dos outros importantes nomes nacionais e internacionais da inovação que palestrarão no congresso são Marcelo Facchina, Executivo Principal em Cidades Inteligentes e Municípios Digitais no Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF); Piero Pelizzaro, especialista em políticas de mudança climática e planejamento de resiliência urbana — termo relacionado à capacidade das cidades se adaptarem e se transformarem de maneira sustentável frente a ameaças naturais ou criadas pelo homem — e diretor de resiliência da Cidade de Milão; Darío Hidalgo, consultor sênior do Centro WRI Ross de Cidades Sustentáveis; Carlos Gadsden, presidente da Fundação Internacional do Desenvolvimento de Governos Confiáveis (FIDEGOC), e Cecilia Velázquez, presidente e fundadora das Brigadas Moviles de Cultura, organização para o desenvolvimento comunitário em Puebla, no México.

Smart City Expo 2020

O Smart City Expo Curitiba 2020 é chancelado pela FIRA Barcelona, consórcio público espanhol formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona, e que é o organizador do Smart City Expo World Congress, maior evento sobre cidades inteligentes do mundo. No Brasil, o evento é organizado pelo iCities, empresa curitibana especializada em soluções inteligentes, e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba.

O slogan da feira, que será sediada no Expo Barigui, em Curitiba, é “Smart Cities in Action”. “Queremos transformar o cidadão em protagonista para materializar as ações de smart cities”, afirma Beto Marcelino, sócio-diretor do iCities, empresa especializada em soluções para cidades inteligentes que organiza o evento no Brasil.

O evento deve receber mais de 10 mil pessoas e as inscrições e compras do passaporte para a área de congresso já podem ser feitas pelo site: www.smartcityexpocuritiba.com. O acesso à área de exposição, em que dezenas de empresas apresentam soluções e produtos inteligentes, é gratuito mediante entrega de 1 kg de alimento, agasalhos e itens de higiene.

Temáticas

O congresso do Smart City Expo Curitiba 2020 terá cinco temáticas que dialogam com a proposta “Smart Cities in Action”. A primeira delas, “Sociedade Inteligente e Cultura”, irá tratar sobre engajamento cívico; cidades criativas; quadrihelix; desenvolvimento social e cidades inclusivas; participação cidadã nas decisões públicas; futuro do trabalho, culturas urbanas; terceiro setor e organizações sociais; empoderamento e participação cidadã; e transformação digital.

Já a temática “Viabilizando Tecnologias para Conectividade” se dedica a temas como segurança de dados; blockchain; inteligência artificial; Internet das Coisas; Big Data; governança baseada em dados abertos; tecnologias disruptivas em escala urbana; agricultura urbana; robótica; veículos autônomos; Cloud Computing e fintechs.

A missão da temática “Modelos de Negócios Inovadores” é debater ecossistemas de startups; cidades criativas; living labs; regulamentação; ambiente de negócios como motores econômicos; infraestrutura e conectividade 5G; novos modelos de fomento; economia circular; distritos de inovação; atração de talentos; cidades conectadas e turismo; e indústria 4.0.

A quarta temática, “Renovação do Espaço Urbano”, discutirá mobilidade urbana; cidades criativas; ocupação dos espaços públicos pela sociedade; urbanismo sustentável; planejamento urbano; segurança urbana; construções sustentáveis e edifícios inteligentes; placemaking; revitalizações de centros urbanos; cidades resilientes; moradias acessíveis; transporte multimodal; inovação social; sociedade inteligente e cultura; e governança e revisão de políticas públicas.

Por último, parte da programação será pautada pelo tema “Governança e Revisão de Políticas Públicas”, que tratará de plano diretor; desburocratização; rehierarquização viária; governança e GovTech; gestão pública ágil; políticas públicas; processos de inovação no setor público; parcerias público privadas; mudanças climáticas; governo aberto; articulação multissetorial; e políticas de investimentos.

SERVIÇO

Smart City Expo Curitiba 2020
Local: Expo Barigui, Alameda Ecologica Burle Marx, 2518 – Santo Inácio – Curitiba/Paraná
Datas: 26 e 27 de março de 2020
Ingressos: Os ingressos para o congresso do Smart City Expo Curitiba 2020 estão disponíveis por R$ 675 (Day Pass/inteira), R$ 900 (Full Pass/inteira), R$ 337 (Day Pass/meia entrada) e R$ 450 (Full Pass/meia entrada). A meia entrada é válida para estudantes, professores, deficientes e idosos. O acesso à feira expositiva é gratuito, mediante entrega de 1 kg de alimento, agasalhos e itens de higiene. Os ingressos podem ser adquiridos em www.smartcityexpocuritiba.com.

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de que as cidades devem ter papel muito mais proativo no de16senvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba. O iCities também trabalha com consultoria para projetos de smart city para municípios de todo o país.

Soluções de cidades inteligentes valorizam mercado imobiliário, apontam especialistas

Regiões que adotam tecnologias e soluções de smart cities atraem novos moradores e aquecem mercado, segundo especialistas da área. São Paulo, Paraná e Santa Catarina são alguns dos estados com iniciativas na área

Alameda Prudente de Morais é a primeira rua interativa do Brasil. Na imagem, QRCodes em um dos estabelecimentos da alameda. Foto: Cesar Brustolin/SMCS/Reprodução

Tornar espaços urbanos mais conectados, sustentáveis, participativos, seguros e eficientes para os cidadãos é a premissa das smart cities — também chamadas de cidades inteligentes, em português. As cidades inteligentes são, antes de mais nada, localidades onde os cidadãos possuem mais qualidade de vida, o que gera um círculo virtuoso que inclui ambiente favorável para a instalação de novas empresas e atrai moradores. Uma das consequências disso, de acordo com especialistas, é que o mercado imobiliário é aquecido em regiões que adotam soluções “smart”.

“Um empreendimento localizado em uma área mais conectada e segura tende a ter um valor imobiliário maior. Isso cria diferenciação”, aponta Beto Marcelino, sócio-diretor do iCities, empresa especializada em soluções para cidades inteligentes. “Atualmente há diversos novos projetos de condomínios, loteamentos e bairros inteligentes no Brasil. O mercado imobiliário está começando a perceber maior valor em agregar conceitos de cidades inteligentes.”

Um exemplo é o bairro Pedra Branca, localizado em Palhoça, Santa Catarina. A localidade, que começou a ser planejada no fim dos anos 1990, é referência em sustentabilidade, modernidade e qualidade de vida. “Com o conceito de cidade inteligente, o bairro criou diretrizes de construções sustentáveis, ao mesmo tempo em que integra os edifícios com as áreas centrais de convivência. O bairro tem atraído grandes polos de inovação como a unidade Pedra Branca do Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas (CELTA), mais universidades, comércio e um novo estilo de vida para a região”, conta Marcelino.

O desejo em viver, empreender e trabalhar em um ambiente inteligente se tornou um negócio. O bairro Cidade dos Lagos, localizado em Guarapuava, na região centro-sul do Paraná, começou a ser construído em 2010 de forma planejada a partir de tecnologias e soluções das smart cities. Dentro dos 3 milhões de metros quadrados do megabairro — cuja área é formada por 40% de áreas verdes — é possível adquirir lotes para construções residenciais ou comerciais. Outro produto são os apartamentos do Residencial Cidade dos Lagos, prédio com tecnologias agregadas, como área para recarga de bicicleta e patinete elétricos e sistema inteligente de portaria eletrônica.

Outro exemplo nacional é o empreendimento O Parque Brooklin, em São Paulo. O projeto integra centro comercial e empresarial, espaço para gastronomia, áreas projetadas para usuários de bicicletas e a construção de um parque público de 10 mil metros quadrados entre os edifícios. “O parque integra o empreendimento à cidade, criando um ambiente agradável para que as pessoas ocupem o espaço, o que também promove uma maior sensação de segurança nos arredores”, diz Eduardo Mazzarolo, que é sócio do iCities ao lado de Marcelino e de Caio Castro.

Rua inteligente

Em Curitiba, a Alameda Prudente de Moraes combinou tecnologia e economia criativa, transformando-se em uma verdadeira “rua inteligente”. Considerada a primeira rua interativa do Brasil, a alameda recebeu minúsculos dispositivos de tecnologia de localização — chamados beacons — capazes de transmitir para smartphones, via Bluetooth, informações sobre serviços existentes na rua. E o melhor: tudo ocorre automaticamente e não é preciso baixar nenhum aplicativo. O projeto foi realizado pela startup curitibana MCities, empresa parceira do iCities que é especializada em comunicação urbana, e adota soluções da chamada “Internet das Coisas”, com rede de tecnologia embarcada, sensores e conexão capaz de coletar e transmitir dados.

Por meio de um pop-up no celular, quem passa em frente aos estabelecimentos da rua recebe informações sobre descontos e promoções especiais. A região também tem estações de patinetes compartilhados e calçadas amigáveis para os pedestres. Localizada na área central da capital paranaense, a alameda agrega comércio e residências, o que garante movimentação de pessoas durante o dia e à noite.

 “O aumento dos negócios na Alameda Prudente de Moraes valorizou em mais de 15% os imóveis, e outras ruas próximas sentiram o efeito dominó pela região”, afirma Marcelino. “Aliadas à tecnologia, a inovação e a economia criativa acabam reverberando para a cidade. Muitos empreendedores perceberam isso e estão criando projetos imobiliários que se diferenciam com o uso de conceitos “smart” para atrair seu cliente principal. Quanto maior for a integração, a segurança, o bem-estar e a praticidade, maior é o potencial de valorização”, indica o especialista.

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de que as cidades devem ter papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba. O iCities também trabalha com consultoria para projetos de smart city para municípios de todo o país.

Evento mundial em Barcelona dá a largada para o Smart City Expo Curitiba 2020

Premiada na capital catalã, Curitiba se prepara para a terceira edição brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo

Diretores do iCities e membros da comitiva brasileira reunidos com o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior. Foto: Divulgação

Curitiba foi destaque no Smart City Expo World Congress 2019, maior fórum de cidades inteligentes do mundo, realizado em Barcelona, na Espanha, nos últimos dias 19 a 21 de novembro. A capital paranaense foi premiada pelo projeto Vale do Pinhão — movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação para levar o desenvolvimento sustentável para toda a cidade — como uma das seis cidades mais inteligentes do mundo pelo World Smart City Awards 2019. A premiação integra o fórum mundial e reconhece projetos pioneiros, ideias e estratégias que promovem o desenvolvimento urbano.

Uma comitiva de Curitiba acompanhou o evento e agora a cidade dá a largada para a terceira edição brasileira do evento mundial, o Smart City Expo Curitiba 2020 (SCECWB), que será realizado na capital paranaense nos dias 26 e 27 de março de 2020. A empresa especializada em soluções para cidades inteligentes iCities, que organiza o evento no Brasil, projeta que o SCECWB 2020 atraia 10 mil pessoas, o que representa um crescimento acima de 40% em relação a 2019. Em 2018, a feira reuniu 5.577 participantes e, neste ano, 6.790.

O slogan do SCECWB 2020, que será sediado no Expo Barigui, é “Smart Cities in Action”. “Queremos transformar o cidadão em protagonista para materializar as ações de smart cities. Na primeira edição do Smart City Expo Curitiba, em 2018, falamos muito sobre inovação como motor para o desenvolvimento econômico, e na segunda, em março passado, sobre como planejar as cidades que queremos. Agora, vamos não só planejar, mas agir para transformar nossas cidades”, afirma Caio Castro, sócio-diretor do iCities.

Fórum em Barcelona reuniu mais de 24 mil visitantes. Foto: Smart City Expo World Congress/Divulgação
Paraná no Smart City Expo World Congress

Cerca de 50 pessoas, incluindo gestores públicos, empresários, investidores, pesquisadores e acadêmicos, integraram a comitiva oficial do Brasil que acompanhou o evento na capital catalã. “A comitiva foi uma iniciativa muito rica para fazermos projetos interessantes ao redor do mundo acontecerem aqui no Brasil. Vimos na prática não só soluções tecnológicas, mas também em nível institucional e social”, explica Beto Marcelino, diretor do iCities e embaixador da FIRA Barcelona no Brasil.

Com o tema “Cidades feitas de sonhos”, o Smart City Expo World Congress teve a participação de mais de 700 delegações de cidades, 1.100 expositores e 400 palestrantes. O prefeito Rafael Greca esteve presente e apresentou, ao lado do iCities, iniciativas inovadoras de Curitiba, como o premiado Vale do Pinhão. Durante o fórum, Greca assinou a adesão de Curitiba à Alianza Latam SmartCity, plataforma que vai conectar experiências e colaborar na troca de informações com outras cidades inteligentes das Américas.

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, também visitou o Smart City Expo World Congress durante sua estada em Barcelona, que teve agenda organizada pelo iCities. O governador se encontrou com o CEO da FIRA Barcelona, Ricard Zapatero. A FIRA é um consórcio público-privado formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona, que organiza o evento mundial e promove internacionalmente os fóruns de cidades inteligentes. No evento do Brasil, a FIRA é representada pelo iCities.

Smart City Expo Curitiba 2020 já tem ingressos à venda

Os ingressos para o congresso do Smart City Expo Curitiba 2020 já estão disponíveis por R$ 900 (inteira) e R$ 450 (meia entrada para estudantes, professores, deficientes e idosos). O acesso à feira expositiva é gratuito, mediante entrega de 1 kg de alimento, agasalhos e itens de higiene. Os ingressos podem ser adquiridos em www.smartcityexpocuritiba.com.

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de que as cidades devem ter papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba. O iCities também trabalha com consultoria para projetos de smart city para municípios de todo o país.

Maior evento do mundo sobre cidades inteligentes começa nesta terça (19) em Barcelona

Cerca de 50 pessoas participam da comitiva oficial do Brasil no Smart City Expo World Congress 2019. Curitiba é finalista em premiação mundial

Foto: Smart City Expo World Congress/Divulgação

De 19 a 21 de novembro, Barcelona será a capital mundial das cidades inteligentes: nesta data ocorre o Smart City Expo World Congress 2019, maior evento sobre smart cities do mundo, organizado pela FIRA Barcelona, consórcio público-privado formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona. Pela segunda vez consecutiva, Curitiba é finalista na premiação mundial promovida pelo evento, que destaca iniciativas e soluções inovadoras em áreas como mobilidade urbana, saúde, educação, meio ambiente, empreendedorismo e segurança alimentar. A capital curitibana disputa com outras cinco cidades o prêmio principal, o City Award (Prêmio Cidade), pelo projeto Vale do Pinhão.

Cerca de 50 pessoas, incluindo gestores públicos, empresários, investidores, pesquisadores e acadêmicos, integram a comitiva oficial do Brasil que acompanhará o evento. A comitiva é organizada pelas empresas Global Business Innovation Intelligence, La Salle Technova e iCities, responsável pela edição brasileira do evento mundial, o Smart City Expo Curitiba.

“A comitiva é uma iniciativa muito rica para fazermos projetos interessantes ao redor do mundo acontecerem aqui no Brasil. Vamos ver na prática não só soluções tecnológicas, mas também em nível institucional e social”, explica Beto Marcelino, diretor do iCities e embaixador da FIRA Barcelona no Brasil.

Pela primeira vez o Governo do Estado do Paraná participará do Smart City Expo World Congress. “Apresentaremos de forma inédita para integrantes do governo do Paraná as melhores práticas e soluções de Barcelona, em especial o bairro tecnológico @22”, conta Marcelino. A iniciativa catalã revitalizou cerca de 200 hectares de uma área industrial considerada obsoleta em Barcelona. No local, foram instaladas empresas que realizam pesquisas para o desenvolvimento de tecnologias e soluções inovadoras para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

O que esperar do Smart City Expo World Congress 2019

O Smart City Expo World Congress 2019 tem o objetivo de ser um ponto de encontro entre a iniciativa pública e privada para o engajamento em ações que possibilitem um futuro sustentável e inclusivo. O evento se concentra em cinco eixos que abordam as questões mais importantes das cidades na atualidade: transformação digital; ambiente urbano; mobilidade; governança e finança; e cidades inclusivas e compartilhadas. Neste ano, a organização estima a participação de 25 mil pessoas, provenientes de mais de 140 países e 700 cidades. O congresso será conduzido por um número superior a 400 especialistas, enquanto a exposição terá mais de mil expositores.

Janette Sadik-Khan, autoridade mundial em transporte e transformação urbana, é uma das principais speakers desta edição. Atualmente, Janette trabalha para redesenhar cidades, como diretora da Bloomberg Associates. Outro nome de relevância do congresso será Laura Faye Tenenbaum. A premiada comunicadora de ciência foi editora científica sênior da NASA, onde relatou o aumento do nível do mar, perda de massa de gelo e impactos climáticos regionais.

Shira Rubinoff é mais uma speaker de peso do congresso: a executiva, orientadora, palestrante e influenciadora da Cybersecurity criou duas empresas de produtos de segurança cibernética e liderou vários esforços de mulheres na tecnologia. Atua como presidente da Incubadora de Tecnologia de Nova York, Prime Tech Partners, e  da SecureMySocial.

Edição brasileira

O Smart City Expo World Congress, que acontece anualmente na capital catalã, tem versões regionais ao redor do mundo. A edição brasileira do evento, organizada pela empresa especializada em soluções para cidades inteligentes iCities, é sediada em Curitiba e já tem a terceira edição confirmada para 2020. A viagem da comitiva oficial integra a agenda preparatória do iCities para o Smart City Expo Curitiba 2020.

Segundo Beto Marcelino, a terceira edição do evento nasce em um momento importante, em que a empresa curitibana participa da construção da Carta Brasileira de Cidades Inteligentes, a convite dos Ministérios de Desenvolvimento Regional, do Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia.

“A carta é o documento mais importante para o segmento de smart cities no Brasil. Ela será um novo marco para regulamentação e cria um padrão no entendimento das esferas públicas e privada em relação aos direitos e deveres de cada um na requalificação das cidades no país. Isso permitirá oferecer novos projetos para mais de 5.500 municípios e é algo de extrema importância para tudo o que estamos criando”, afirma Marcelino, que participa da elaboração do documento na área de Governança das Cidades Inteligentes.

O iCities projeta que o SCE Curitiba 2020 — que será realizado nos dias 26 e 27 de março — atraia 10 mil pessoas, o que representa um crescimento acima de 40% em relação a 2019. Em 2018, a feira reuniu 5.577 participantes e, neste ano, 6.790.

Os ingressos para o congresso do Smart City Expo Curitiba 2020 já estão disponíveis. Durante a pré-venda, que vai até o dia 15 de novembro, a entrada custa R$ 600 (inteira) e R$ 300 (meia entrada para estudantes, professores, deficientes e idosos). Após este período, o valor será de R$ 900 e R$ 450. O acesso à feira expositiva é gratuito, mediante entrega de 1 kg de alimento, agasalhos e itens de higiene. Os ingressos podem ser adquiridos em https://doity.com.br/smart-city-expo-curitiba-2020.

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de que as cidades devem ter papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba. O iCities também trabalha com consultoria para projetos de smart city para municípios de todo o país.

Curitiba é finalista em premiação mundial de cidades inteligentes

Capital paranaense é a sede oficial brasileira do Smart City Expo, cuja terceira edição será realizada em 26 e 27 de março de 2020 pelo iCities e FIRA Barcelona

Curitiba é finalista do World Smart City Awards 2019, premiação promovida pelo maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart City Expo World Congress, que é realizado anualmente em Barcelona (Espanha). A capital paranaense disputa o prêmio principal, o City Award (Prêmio Cidade), ao lado de outras cinco cidades do planeta. Curitiba é destaque pelo Vale do Pinhão, movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação que promove o desenvolvimento sustentável.

A cidade tornou-se um importante palco de discussão sobre cidades inteligentes por sediar a edição brasileira do evento mundial, que em 2020 será nos dias 26 e 27 de março. “O Smart City Expo Curitiba despertou a atenção global para o Vale do Pinhão. Durante as duas primeiras edições do evento no Brasil, em 2018 e 2019, tivemos o Smart Plaza Vale do Pinhão no centro da área expositiva. Na primeira edição, foram apresentados mais de 80 pitchs de startups de tecnologias e soluções da capital paranaense; na segunda foram cerca de 100 apresentações”, lembra Beto Marcelino, sócio e diretor do iCities, empresa especializada em soluções para cidades inteligentes que organiza a feira e exposição mundial no Brasil.

O World Smart City Awards reconhece projetos pioneiros, ideias e estratégias que promovam o desenvolvimento urbano em todo o mundo. Os vencedores, em sete categorias, serão anunciados no dia 20 de novembro, no Smart City Expo World Congress 2019. Curitiba, representada por meio do Vale do Pinhão, foi selecionada entre mais de 400 projetos criados por governos, empresas, centros de pesquisa e startups de 54 países.

Iniciativas

Nos últimos dois anos, poder público, startups, universidades, entidades de fomento à inovação e empreendedores trabalham juntos para desenvolver soluções inovadoras em áreas como mobilidade urbana, saúde, educação, meio ambiente, empreendedorismo e segurança alimentar.

Além de sediar o Smart City Expo Curitiba, outras iniciativas já implantadas na cidade são a programação intensa da Agência Curitiba para promover conexões entre empreendedores e a rede de inovação; a abertura dos Faróis do Saber e Inovação, onde estudantes podem construir protótipos com impressora 3D; o lançamento de aplicativos para aproximar Prefeitura e cidadãos, como Curitiba App, o Saúde Já e o 156Mobile; e a inauguração dos Worktibas Barigui e Cine Passeio, coworkings públicos.

A Prefeitura e empresários também estão reabilitando áreas urbanas da cidade, por meio de empreendimentos como o Engenho da Inovação, “coração” do Vale do Pinhão e sede da Agência Curitiba, e o Campus Rebouças de Inovação e Aceleração (CRIA), espaço privado que reúne startups, empreendedores da economia criativa e aceleradoras.

O município ainda relançou, em 2018, o Curitiba Tecnoparque, que oferece desconto de 5% para 2% no Imposto Sobre Serviços (ISS) a empresas que investem em tecnologia e inovação na capital. Como resultado, no primeiro trimestre de 2019, a arrecadação de Imposto sobre Serviço (ISS) cresceu 20%. As empresas do Tecnoparque geram 8,1 mil empregos diretos na capital.

Smart City World Congress

Maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart City Expo World Congress será realizado de 19 a 21 de novembro em Barcelona. No ano passado, Curitiba já tinha sido finalista do World Smart City Awards com seu programa de Agricultura Urbana, que também integra o Vale do Pinhão.

Gestores públicos, empresários, investidores, pesquisadores, acadêmicos e demais interessados na temática de cidades inteligentes podem ir ao evento junto à comitiva oficial do Brasil, que é organizada pelas empresas iCities, Global Business Innovation Intelligence e La Salle Technova. Nos dois últimos anos, mais de uma centena de pessoas participou da visita técnica a Barcelona.

“A comitiva é uma iniciativa muito rica para fazermos projetos interessantes ao redor do mundo acontecerem aqui no Brasil. Vamos ver na prática não só soluções tecnológicas, mas também em nível institucional e social”, explica Marcelino.

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de um cenário em que as cidades tenham um papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba -, o projeto de responsabilidade social iCities Kids, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Observatório Brasileiro de Cidades Inteligentes em São Francisco, na Califórnia (EUA), e as consultorias para municípios Smart Cities Brasil.

Governo de SC anuncia medidas para a criação de um ‘estado inteligente’

Guia, grupo de pesquisa e nova sede integrada ao ecossistema de inovação foram apresentadas durante a segunda edição do Smart City Fórum Floripa nesta quinta (3)

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Sandro Yuri Pinheiro, anunciou os planos do governo de Santa Catarina para a inovação. Foto: Endrigo Righeto/Divulgação

O governo de Santa Catarina anunciou ontem (3) novas iniciativas para acelerar a adoção de soluções inteligentes para cidades de todas as regiões do estado. Entre elas, a criação de um grupo de pesquisa em inovação de governança e gestão pública inteligente, que tem como um dos objetivos a produção de um guia de implantação de cidades inteligentes para os municípios, e a instalação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável dentro da Associação Catarinense de Tecnologia, a ACATE, berço da inovação no Sul do Brasil. As novidades foram apresentadas pelo diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da secretaria, Sandro Yuri Pinheiro, durante o Smart City Fórum Floripa, que promoveu um dia inteiro de debates no Square Corporate.

O evento é uma versão no formato de fórum do maior congresso mundial sobre smart cities que ocorre anualmente em Barcelona, o Smart City Expo Congress, chancelado pela FIRA Barcelona, consórcio público-privado espanhol. O fórum é promovido pelo iCities, empresa especializada em soluções para cidades inteligentes que trouxe o congresso mundial para o Brasil, o Smart City Expo Curitiba – cuja terceira edição será em 26 e 27 de março de 2020.

“Nosso sonho é que o estado todo participe do ecossistema de inovação. A meta do governo é que até 2022 tenhamos um centro de inovação em cada região do estado. Cada uma das regiões tem vocações econômicas bem definidas. Ainda vemos muitas ações que remetem a cidades inteligentes mas que não representam uma visão sistêmica de todo o processo”, afirmou Yuri Pinheiro. De acordo com ele, a entrada da secretaria na ACATE aproximará ainda mais o governo dos atores do ecossistema de inovação do estado.

O maior polo de inovação do estado ainda é Florianópolis, o quarto do Brasil em faturamento médio. Na capital estão estabelecidas quatro mil empresas que faturam R$ 6,4 bilhões e empregam 16,5 mil pessoas. O ecossistema local é líder nacional em densidade de colaboradores – a cada mil habitantes, 25 trabalham no setor de tecnologia, e o segundo em densidade de empresas por habitantes, atrás apenas de São Paulo.

Florianópolis no centro do debate

Cerca de 200 pessoas participaram da segunda edição do Smart City Fórum Floripa, que teve discussões centradas em quatro eixos: economia criativa e ecossistema de inovação; inovações na gestão pública; tecnologias limpas para as cidades e estratégias para a mobilidade urbana. Para Beto Marcelino, fundador e diretor de novos negócios do iCities, o evento se consolida como um conector entre gestores públicos, pesquisadores e iniciativa privada a partir de ideias e soluções para cidades inteligentes. “A cada fórum sobre smart cities percebemos que existem mais cases de soluções práticas aplicadas neste mercado, e que cada vez há menos desculpas para deixar de implementar projetos que existem a nível nacional e mundial para cidades inteligentes”, pontua.

Marcelino é um dos redatores da Carta Brasileira de Cidades Inteligentes, a convite dos Ministérios de Desenvolvimento Regional, do Meio Ambiente e Ciência de Tecnologia. “A carta será um novo marco para regulamentação e cria um padrão no entendimento das esferas públicas e privada em relação aos direitos e deveres de cada um na requalificação das cidades no Brasil”, destaca.

“É muito importante que a gente discuta não só os aspectos de tecnologia, mas também de cidadania, de impacto e de visões de futuro para que as pessoas consigam entender que as cidades onde moramos têm desafios que não podem esperar alguns anos para solucionar. É importante usarmos este tipo de evento para ser uma plataforma que conecta quem às vezes não se fala, como academia, iniciativa pública, presidente de empresas, para pensarem juntos em como resolver esses problemas”, afirma Francisco Milagres, fundador da Mirach e um dos principais keynotes do fórum.

Para o público presente, o fórum também representa oportunidade de networking e ideias para novos projetos, como apontou Fabricio Petrassem de Sousa, engenheiro da Macnica DHW e Gerente de Soluções IoT do Perini City Lab. “Os fóruns do iCities são referência no Brasil quando se fala em cidades inteligentes. É um palco em que as questões de smart city são discutidas, unindo governo, academia, empresas privadas e todos os interessados do público geral. O foco não é apenas tecnologia, mas serviços que promovam o bem estar do cidadão”, disse o participante.

Sociedade civil em ação

A sociedade civil pode e deve se organizar para contribuir com o sistema de inovação das cidades, como apontou Heitor Blum, presidente do Comitê para a Democratização da Informática de Santa Catarina, ONG voltada à inclusão digital que completou 18 anos em setembro.

“O nosso objetivo é transformar vidas por meio da tecnologia. Ensinamos as pessoas a entender, usar e até produzir tecnologia da informação e comunicação. Estamos educando jovens para atuar no mercado de tecnologia e eles estão gerando resultados, produtos. É um grupo de talentos que poderá criar startups, atuar em empresas e contribuir com o sistema de inovação de Florianópolis”, diz Blum.

Outro projeto que busca transformar o cidadão em agente de transformação urbana é o Living Lab, laboratório de inovação a céu aberto desenvolvido pela Superintendência de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura Municipal de Florianópolis. Thaís Nahas, diretora de Negócios Inovadores da superintendência, conta que um dos objetivos da iniciativa é aproximar soluções inteligentes da população.

“Precisamos encontrar pessoas dispostas na gestão pública para conseguir fazer transformações. Com o Living Lab, colocamos o cidadão como desenvolvedor da tecnologia. Temos a participação de startups de tecnologia, governo, entidades mantenedoras e da academia, mas é o cidadão que está no centro desse ecossistema”, afirma.

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de um cenário em que as cidades tenham um papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a organização do maior congresso smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba -, o projeto de responsabilidade social iCities Kids, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Observatório Brasileiro de Cidades Inteligentes em São Francisco, na Califórnia (EUA), e as consultorias para municípios Smart Cities Brasil.

Smart City Fórum debate quatro caminhos para Florianópolis avançar como cidade inteligente

Segunda edição do evento, nesta quinta, reúne gestores públicos e especialistas como Francisco Milagres, Fundador da Mirach, que falará sobre os desafios e novos modelos de educação para as cidades do futuro

Foto: Divulgação

Florianópolis é destaque entre as cidades brasileiras quando o assunto são smart cities: de acordo com o recém divulgado Ranking Connected Smart Cities, realizado pela consultoria Urban System, a capital catarinense está entre as sete cidades brasileiras mais inteligentes e com maior potencial de desenvolvimento do país. Especialistas de todo Brasil discutirão as potencialidades da ilha quando o assunto é inovação e tecnologia na próxima quinta (3), na segunda edição do Smart City Fórum Floripa.

O evento é uma versão no formato de fórum do maior congresso mundial sobre smart cities que ocorre anualmente em Barcelona, o Smart City Expo Congress, chancelado pela FIRA Barcelona, consórcio público espanhol. O fórum é promovido pelo iCities, empresa especializada em soluções para cidades inteligentes que trouxe o congresso mundial para o Brasil, o Smart City Expo Curitiba – cuja terceira edição será em março de 2020.

“Florianópolis é considerada uma das capitais com ecossistema de inovação mais evoluído do país. Hoje, o faturamento nessa área de tecnologia e startups está na ordem de R$ 6,7 bilhões, de acordo com o estudo Tech Report, e só fica atrás de São Paulo. A cidade vem evoluindo e atraindo novos investimentos”, aponta Beto Marcelino, embaixador da FIRA Barcelona no Brasil e co-fundador, sócio e diretor do iCities. “Quando Florianópolis começar a investir com mais força no tema de smart city nós teremos soluções incríveis nascendo na ilha, não só para o Brasil, mas para o mundo.”

Florianópolis foi escolhida como palco do fórum tanto pelo reconhecimento nacional como cidade inteligente como para apontar soluções para os problemas que afetam diretamente os moradores e visitantes da cidade. “A capital catarinense demonstra um enorme potencial na área de turismo e de novos negócios, mas ainda há muito a desenvolver para termos resultados melhores. Apesar de vanguardista, Florianópolis tem sérios problemas de mobilidade, falta de água durante os períodos de férias, superlotação. Com o fórum, queremos pensar e propor soluções junto ao poder público e à iniciativa privada”, diz Marcelino.

O fórum, que será realizado no Square Corporate, vai discutir as principais temáticas ligadas às cidades inteligentes, a partir de quatro eixos: economia criativa e ecossistemas de inovação; inovações na gestão pública; tecnologias limpas para as cidades e estratégias para a mobilidade urbana. Na discussão, será contemplada desde a fala de gestores públicos, com representantes das prefeituras de Florianópolis e Joinville, além do Comitê para a Democratização da Informática e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, até diretores de empresas de tecnologia, investidores e pesquisadores.

Entre os speakers, destacam-se nomes como Francisco Milagres, fundador da Mirach, co-fundador e conselheiro do SingularityU Brasil Summit; Cássio Garkalns, professor da FIA/USP na Pós-Graduação em Gestão Estratégica da Sustentabilidade e sócio diretor da GKS Inteligência Territorial; Ricardo Takahira, consultor internacional para o PROMOBe GIZ cooperação alemão em mobilidade elétrica no ME (MDIC) pela GFA Consulting; Marcos Batista, apresentador do programa INOVA360 na Record News e Fabro Steibel, professor de Inovação e Diretor Executivo na ITS Brasil.

Confira quatro questões essenciais para a qualificação urbana de Florianópolis que serão discutidas no Smart City Fórum Floripa:

Mobilidade urbana

Um dos problemas mais latentes da capital catarinense, a mobilidade urbana, será amplamente debatido no fórum, em um painel com a presença de representantes do Centro de Energia Sustentável da Fundação CERTI, Observatório de Mobilidade da UFSC, Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável de Joinville, o projeto GIZ – PROMOB-e e a MOBILIS – Mobilidade Sustentável.

Economia criativa

Para falar sobre economia criativa em Florianópolis, o fórum abordará temas como startups, economia colaborativa, comunidades inteligentes, protagonismo do cidadão, pertencimento dos
espaços, placemaking, qualidade de vida e atratividade das cidades. “A cena de economia criativa vem atraindo atenção na cidade: novos negócios disruptivos vêm surgindo, a todo momento você vê um estabelecimento novo sendo criado, uma empresa que surge com um produto ou serviço inovador”, pontua Marcelino.

Tecnologias limpas

“Por ser uma ilha, Florianópolis tem um problema sério na questão de gestão de resíduos sólidos. Por isso, o fórum discutirá questões sobre tecnologias limpas, energia fotovoltaica e eólica”, adianta Marcelino. Para discutir soluções ligadas a essa área, as empresas voltadas à sustentabilidade Sustainpolis, Smartgreen, Sustainary e a RAC Engenharia estarão na mesa.

Um dos destaques do evento será a presença da Fotovoltaica-UFSC, grupo de pesquisa estratégica em energia solar que tem como foco principal a pesquisa e desenvolvimento de sistemas fotovoltaicos integrados ao entorno construído e interligados à rede elétrica pública, os chamados Edifícios Solares Fotovoltaicos.

Gestão Pública

A inovação na gestão pública será abordada a partir da discussão de parcerias público privadas, novos modelos de fomento, quadrihélix, transformação digital, desburocratização, segurança de dados e compliance. A discussão do tema contará com representantes da Prefeitura de Florianópolis, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, CIGA, ITS Rio e GSK Inteligência Territorial.
Confira a programação completa e adquira seu ingresso no site oficial do evento: smartcityforumfloripa.com.

SERVIÇO

Smart City Forum Floripa
Data: 3 de outubro de 2019 (quinta-feira)
Local: Square Corporate
Endereço: Rod. José Carlos Daux, 5500, Florianópolis
Horário: 8h30 às 18h30
Inscrições: http://smartcityforumfloripa.com/

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de um cenário em que as cidades tenham um papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba -, o projeto de responsabilidade social iCities Kids, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Observatório Brasileiro de Cidades Inteligentes em São Francisco, na Califórnia (EUA), e as consultorias para municípios Smart Cities Brasil.

Smart City Expo 2020 dobra área de exposição e projeta atrair 10 mil pessoas

Temática da terceira edição do maior evento brasileiro sobre cidades inteligentes privilegia ações e soluções

Empreendedor Francisco Milagres, Beto Marcelino, sócio fundador do iCities, o vice-prefeito Eduardo Pimentel, Cris Alessi, da Agência Curitiba de Inovação, e os sócios do iCities Caio Castro e Eduardo Mazzarolo durante lançamento da terceira edição do congresso. Foto: Kelly Knevels/Divulgação

Nos dias 26 e 27 de março de 2020, Curitiba volta a ser a capital mundial das cidades inteligentes. A capital paranaense receberá a terceira edição brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart City Expo Curitiba 2020.

O iCities, empresa especializada em projetos e soluções para cidades inteligentes, que organiza o evento internacional no Brasil, projeta que o SCE Curitiba 2020 atraia 10 mil pessoas, o que representa um crescimento acima de 40% em relação a 2019. Em 2018, a feira reuniu 5.577 participantes e, neste ano, 6.790.

O evento foi lançado oficialmente ontem (5) no Teatro do Paiol por representantes do iCities; da FIRA Barcelona, consórcio público espanhol que realiza o Smart City Expo World Congress; e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Segundo Beto Marcelino, embaixador da Fira Barcelona no Brasil, além de sócio fundador e diretor de Novos Negócios do iCities, a terceira edição do evento nasce em um momento importante, em que a empresa curitibana participa da construção da Carta Brasileira de Cidades Inteligentes a convite dos ministérios de Desenvolvimento Regional, do Meio Ambiente e Ciência de Tecnologia.

“A carta é o documento mais importante para o segmento de smart cities no Brasil. Ela será um novo marco para regulamentação e cria um padrão no entendimento das esferas públicas e privada em relação aos direitos e deveres de cada um na requalificação das cidades no país. Isso permitirá oferecer novos projetos para mais de 5.500 municípios no país e é algo de extrema importância para tudo o que estamos criando”, afirma Marcelino, que participa da elaboração do documento na área de Governança das Cidades Inteligentes.

Eduardo Pimentel, vice-prefeito de Curitiba, ressalta a importância do SCE Curitiba como encontro de inovação para cidades. “Os melhores exemplos de inovação no Brasil são exemplos que vem de Curitiba. Acreditamos que a nossa cidade tem vocação para receber eventos importantes de inovação.”

Cidades inteligentes em ação

O slogan SCE Curitiba 2020, que será sediado no Expo Barigui, é “Smart Cities in Action”. “Queremos transformar o cidadão em protagonista para materializar as ações de smart cities. Na primeira edição do Smart City Expo Curitiba, em 2018, falamos muito sobre inovação como motor para o desenvolvimento econômico, e na segunda, em março passado, sobre como planejar as cidades que queremos. Agora, vamos não só planejar, mas agir para transformar nossas cidades”, afirma Caio Castro, sócio-diretor do iCities.

Novidades para 2020

O espaço de exposição do SCE Curitiba 2020 será duas vezes maior do que o das edições anteriores. Com isso, serão mais empresas e grandes players mundiais participando do evento e expondo soluções para melhorar a qualidade de vida das pessoas nas cidades do futuro.

“Nós pretendemos fazer um evento maior e com mais experiências. Vamos ocupar de uma maneira mais inovadora o espaço da Expo Barigui, usar alguns espaços externos, para o público poder aproveitar o parque. Teremos mais potencial de networking e business”, adianta Caio Castro.

A área central da exposição continuará dedicada à Smart Plaza Vale do Pinhão, que reunirá startups da capital que estão criando tecnologias e soluções para cidades inteligentes. “Neste espaço, serão mostradas todas as soluções inovadoras desenvolvidas pelo ecossistema de inovação de Curitiba”, contou Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

Outra novidade da edição será um espaço gastronômico exclusivo e novas salas para workshops.

Comitiva brasileira em Barcelona

O iCities está organizando uma comitiva brasileira para participar do Smart City Expo World Congress, evento mundial da Fira que é realizado anualmente em Barcelona, na Espanha. Gestores públicos, empresários, investidores, pesquisadores, acadêmicos e demais interessados nos temas abordados no evento podem integrar a missão internacional, que acontece entre os dias 18 e 22 de novembro deste ano.

“Organizamos uma agenda específica para Comitiva Oficial SCEWC com visitas a importantes empresas e instituições com projetos em Smart City, além de eventos de network com autoridades e especialistas locais e internacionais”, conta Josep Miquel Piqué, presidente da La Salle Technova Barcelona, que acompanhará a comitiva junto com os diretores do iCities. Para inscrições e mais informações, acesse www.smartcityweek.com.br.

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de um cenário em que as cidades tenham um papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba -, o projeto de responsabilidade social iCities Kids, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Observatório Brasileiro de Cidades Inteligentes em São Francisco, na Califórnia (EUA), e as consultorias para municípios Smart Cities Brasil.

Smart City Expo Curitiba 2020 será lançado nesta quinta (5)

O iCities, a FIRA Barcelona e a Prefeitura Municipal de Curitiba apresentam as principais novidades da terceira edição do evento, que deve atrair 10 mil pessoas ao Expo Barigui

Em 2019, Smart City Expo Curitiba reuniu cerca de 7 mil pessoas na capital paranaense. A expectativa é que a terceira edição atraia 10 mil visitantes. Foto: Cathedral Picture/Divulgação

O iCities, a FIRA Barcelona e a Prefeitura Municipal de Curitiba realizam nesta quinta-feira, dia 5 de setembro, o evento de lançamento do Smart City Expo Curitiba 2020, a terceira edição brasileira do maior evento sobre cidades inteligentes do mundo. O encontro será realizado no Teatro Paiol, a partir das 19 horas.

A temática do Smart City Expo Curitiba 2020, que será sediado no Expo Barigui, é “Smart Cities in Action”.

“Queremos transformar o cidadão em protagonista para materializar as ações de smart cities”, afirma Caio Castro, sócio-diretor do iCities, empresa que realiza o evento no Brasil. Ele adianta que o iCities espera um evento muito maior para o próximo ano. “Esperamos a participação de 10 mil pessoas. Teremos experiências inovadoras no evento, um espaço gastronômico diferenciado. Será um evento maior, mais empolgante, com novas experiências e empresas”, revela.

Francisco Milagres, co-fundador do SingularityU Brasil Summit, palestrará sobre os desafios e novos modelos de educação nas cidades do futuro no evento do lançamento, que terá a presença de representantes da Prefeitura Municipal de Curitiba, da FIRA Barcelona, do iCities, do Governo do Estado do Paraná, presidentes de empresas e representantes de universidades, associações, federações, institutos e investidores.

No lançamento serão apresentadas as principais novidades do Smart City Expo Curitiba 2020, incluindo a data de realização do evento. Também serão apresentados os resultados do Smart City Expo Curitiba 2019 e novas parcerias para a próxima edição.

Segundo Beto Marcelino, sócio-diretor de Novos Negócios do iCities, a terceira edição do evento nasce em um momento importante, em que a empresa participa da construção da Carta Brasileira de Cidades Inteligentes a convite dos ministérios de Desenvolvimento Regional, do Meio Ambiente e Ciência de Tecnologia. “A carta será um novo marco para regulamentação e cria um padrão no entendimento das esferas públicas e privada em relação aos direitos e deveres de cada um na requalificação das cidades no Brasil”, afirma Beto Marcelino.

SERVIÇO

Lançamento do Smart City Expo Curitiba 2020
Data: 5 de setembro, às 19h
Local: Teatro Paiol (Praça Guido Viaro s/n – Prado Velho, Curitiba – PR)
Quem convida: iCities, FIRA Barcelona e Prefeitura Municipal de Curitiba

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de um cenário em que as cidades tenham um papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba – o Smart City Expo Curitiba -, o projeto de responsabilidade social iCities Kids, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Observatório Brasileiro de Cidades Inteligentes em São Francisco, na Califórnia (EUA), e as consultorias para municípios Smart Cities Brasil.