Smart City Fórum Floripa ressaltou importância de parceria entre os poderes público e privado para o desenvolvimento das cidades

Smart City Fórum Floripa - Os diretores do iCities com Ricardo Penzin, do Hyperloop, ao centro.jpeg

O Smart City Fórum Floripa, uma versão no formato de Fórum do Congresso Mundial sobre cidades inteligentes que ocorre anualmente em Barcelona, mostrou, nesta quarta-feira, a importância das parcerias entre os diferentes setores da sociedade para que a população colha benefícios práticos. Os especialistas que se reuniram no Sapiens Parque discutiram como priorizar o capital humano em meio a inovações e novas possibilidades tecnológicas.

 "As tecnologias têm trazido resultados práticos com melhorias efetivas na qualidade de vida da população. Em Barcelona acompanhamos a premiação de projetos sensacionais ao redor do planeta desde 2011 e que facilmente poderiam ser replicados no Brasil em várias áreas, como saúde, educação, mobilidade urbana, governança e segurança”, explicou André Telles, diretor de marketing e cofundador do iCities, durante a cerimônia de encerramento do evento.

Representantes do poder público ressaltaram iniciativas do governo realizadas em parceria com os entes privados e que devem trazer frutos para toda a sociedade. A Secretaria de Desenvolvimento Sustentável de Santa Catarina já construiu dois Centros de Inovação em Lages e Jaraguá do Sul e deve finalizar mais um em Blumenau até o final do ano. Outros sete centros pelo interior e litoral devem ser inaugurados no ano que vem.

"São centros de inovação vocacionados, capazes de fortalecer uma nova matriz econômica para diferentes regiões do estado. O governo realiza as obras, o setor produtivo fica responsável pela gestão e também conta com a participação da academia para novos projetos", afirma Fábio Lima, secretário-adjunto de Desenvolvimento Sustentável do Governo de Santa Catarina. Outros projetos, como o investimento de R$ 400 mil em inovação e pesquisa no Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, aumentará o conhecimento técnico sobre condições climáticas para otimizar o orçamento e o trabalho dos profissionais.

O Governo do Paraná exibiu o case do Governo Digital, que oferece informações e procedimentos sobre mais de 300 serviços públicos destinados aos usuários por meio de um portal na internet e de um aplicativo de celular. "Para que o projeto chegue ao usuário é preciso uma troca de tecnologias de hardware e software que possuem a colaboração do setor privado", explica o secretário de Desenvolvimento Urbano do Paraná, Silvio Barros. Ele também citou como exemplo da parceria o sistema de gestão de almoxarifado 100% automatizado da cidade de Maringá que evitou o desperdício de produtos e aumentou a economia de recursos.

Entre as empresas catarinenses que colaboram com a gestão pública está a Softplan, com soluções para diminuir despesas e aumentar receitas. "Nossas soluções buscam melhorar a automatização de processos, evitar fraudes e desvios de comportamentos na arrecadação de recursos com o uso da inteligência artificial, e até prever determinadas situações na administração pública", explica Marcelo Fett, diretor de relação com o mercado. A solução Obras.gov, por exemplo, permite que os órgãos públicos acompanhem obras por meio de indicadores, mapas, gestão de contratos, medições e ferramentas para a composição de custos e orçamentos. Apenas esse projeto é responsável pela geração de mais de 20 mil orçamentos e controle de execução físico-financeira de mais de R$ 600 bilhões em todo o país.

Quem também apresentou iniciativas inovadoras foi a Amazon, por meio da Amazon Web Services, braço da Amazon para serviços em nuvem. A empresa tem cerca de 130 soluções utilizadas por empresas e órgãos públicos em todo o mundo para áreas como a segurança pública, saúde, meio ambiente, transporte e mobilidade. "Saber utilizar os dados da melhor maneira é muito valioso para a população e a Amazon busca realizar isso da maneira mais segura, escalável e com melhor custo-benefício", ressaltou Melissa Ravanini, arquiteta de soluções da empresa.

Entre as soluções estão a plataforma Ras System que permitem controlar a limpeza urbana e a coleta de lixo nas grandes cidades, a Amazon Recognition, que colabora para a identificação de suspeitos e elucidação de crimes e a TransitScreen, que oferece informações em tempo real sobre as cidades.

O evento

JSOM1612.jpg

O primeiro Smart City Fórum Floripa é uma iniciativa do iCities, empresa pioneira no Brasil em soluções para cidades inteligentes, e da FIRA Barcelona, consórcio público espanhol formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona. O fórum, que também tem o apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis e da empresa Softplan, passa a integrar o calendário anual da cidade, segundo os diretores do iCities, André Telles e Roberto Marcelino.

Nessa primeira edição, os convidados discutiram temas como governança nas cidades inteligentes, bairros planejados, energias renováveis e mobilidade urbana.

Outra ação anunciada no Fórum é a Smart City Week, que levará executivos, empresários e representantes do poder público para o Smart City World Congress, em Barcelona. Entre os dias 10 e 18 de novembro, o grupo também participará de evento organizado pela Câmara de Comércio Brasil-Catalunha e de visitas às empresas Cisco, Indra e Microsoft. A missão é coordenada pelo iCities, com organização da Global Business, e planejada por Josep Piqué, da Associação Internacional de Parques Científicos e Áreas de Inovação (IASP, sigla em inglês) e presidente da empresa de inovação La Salle Technova de Barcelona.

Conhecendo o Hyperloop

Ricardo Penzin, Hyperloop.jpg

Um dos grandes destaques do Smart City Fórum Floripa foi a apresentação do meio de transporte futurista Hyperloop, por Ricardo Penzin, diretor de diretor de desenvolvimento de negócios no Brasil da Hyperloop Transportation Technologies. A concepção inicial leva a assinatura do empresário Elon Musk, dono da Tesla e SpaceX.

 A tecnologia consiste em uma cápsula que viaja em um trilho de alumínio através de um túnel a vácuo e que pode atingir velocidades de até 1.100 km/h. A sucção de ar acontece por meio de painéis solares instalados ao longo de todo o túnel, tornando o meio 100% renovável. Recentemente, a empresa lançou em Toulouse, na França, o protótipo de um Hyperloop que deve entrar em operação comercial em 2019. Hoje a empresa possui centros de inovação e de pesquisa e desenvolvimento em 12 países.

Um dos centros de inovação da empresa está sendo construído na cidade de Contagem, em Minas Gerais, que conta com investimentos públicos e privados. Segundo ele, a intenção é que os trabalhos no centro comecem já em março do ano que vem para a montagem dos equipamentos.

Sobre o iCities

O iCities, empresa especializada em projetos e soluções para cidades inteligentes do Brasil. Fundada em 2011, seu propósito é desenvolver novas concepções ao desenvolvimento urbano afim de promover uma melhor qualidade de vida aos cidadãos, baseadas em fatores como sustentabilidade, empreendedorismo, inovação e tecnologia. Tem unidades de negócios relacionadas a eventos, consultorias e soluções smart.

A empresa é responsável por trazer para o Brasil o Smart City Expo Curitiba, edição brasileira do maior evento mundial de cidades inteligentes, único com a chancela da FIRA Barcelona, que acontece anualmente na capital da Catalunha. A segunda edição tem data marcada para os dias 21 e 22 de março de 2019.

Guto Kraft