Estatais do Paraná se apresentam no Smart City Expo Curitiba 2019

Edição 2018 reuniu 5 mil pessoas no Expo Barigüi

Edição 2018 reuniu 5 mil pessoas no Expo Barigüi

Copel, Sanepar e Celepar terão estandes e pesquisadores das estatais irão participar de palestras na segunda edição do evento

A segunda edição brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart City Expo Curitiba 2019, contará com a apresentação das ações desenvolvidas e criadas pelas empresas estatais do governo do Paraná. O evento, que será realizado no Expo Barigüi nos dias 21 e 22 de março, deve mobilizar mais de 6 mil pessoas, representantes de 80 cidades brasileiras e de 25 cidades do exterior.

O acesso à área de exposição será gratuito mediante inscrição prévia pelo site (www.smartcityexpocuritiba.com). O evento é chancelado pela FIRA Barcelona, organizador do Smart City Expo World Congress, realizado anualmente em Barcelona. O iCities, empresa curitibana especializada em soluções para smart cities, é a responsável pela organização do evento no Brasil, em parceria com a Prefeitura Municipal de Curitiba e Vale do Pinhão.

            Além dos estandes de exposição onde a população poderá ter contato com as novidades tecnológicas e sustentáveis desenvolvidas pela Copel, Sanepar e Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), pesquisadores dessas importantes estatais irão ministrar palestras e participar de mesas redondas durante o evento a fim de abordar temas que vão ao encontro do desenvolvimento de smart cities em todo o território estadual.  

            Maior empresa do Paraná, a Copel vai apresentar, na área de exposições, alguns de seus projetos desenvolvidos com tecnologia de ponta e foco no desenvolvimento sustentável. Na abertura do Smart City Expo Curitiba 2019, o superintendente da Copel Julio Shigeaki Omori participa – ao lado de outros cinco pesquisadores – da plenária “Da visão à ação: implementando projetos de cidades inteligentes e o papel das autoridades locais”.

            Nesta mesa redonda, prefeitos e representantes de diferentes organizações darão sua visão de como levar os ideais da cidade inteligente para a vida real. Será uma chance de entender as barreiras de implementação que os projetos de cidades inteligentes têm e como enfrentá-los, aproveitando o papel de liderança dos governos locais e promovendo políticas coordenadas com outras autoridades públicas e partes interessadas. A plenária tem início previsto para as 10h30.

            Em seguida, a partir das 11h45, o chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, irá participar de um debate sobre a realidade e os avanços almejados pelo governo do estado para tornar o Paraná um território ainda mais avançado e protagonista em desenvolvimento urbano aliado à tecnologia.

            No dia seguinte, 22, o diretor presidente da Celepar e mentor de startups, Allan Costa, profere palestra, a partir das 14h30, sobre “Ecossistemas de desenvolvimento local e inovação”. A proposta é tratar sobre as ações idealizadas pela Celepar que projeta um governo inteligente enfocando o desenvolvimento de ações que fomentem tecnologia em todas as áreas. Uma das ideias é a criação de uma plataforma de tecnologia aberta para empresários e os setores industrial e do agronegócio.

            No mesmo dia, mas pela manhã, a partir das 9h45, Gustavo Rafael Collere Possetti, gerente da Assessoria de Pesquisa e Desenvolvimento da Sanepar, participa da plenária “Transições e interrupções na gestão da cidade em uma sociedade digital”. A proposta da mesa, que contará com a presença de outros cinco especialistas e pesquisadores, será explorar e debater como diferentes tecnologias podem beneficiar o gerenciamento de tráfego, serviços de informação, tomada de decisão pública ou serviços públicos, e como a transformação digital pode ser um direcionador de mudança para projetar e construir governos locais mais eficientes e serviços públicos mais responsivos.

Guto Kraft