Startups curitibanas serão destaque na área expositiva do Smart City Expo Curitiba 2019

Laboratório “de bolso” que faz exames remotos com apenas algumas gotas de sangue. Horta automatizada de apartamento programada via smartphone para se autoirrigar. Óculos de realidade virtual que permite “aulas de campo” sem sair da sala da escola.  A empresa da capital que está “democratizando” o comércio online por oferecer tecnologias para facilitar compras e pagamentos em sites estrangeiros.

 

“Coração” da área expositiva do Smart City Expo Curitiba 2019, que ocorre nos dias 21 e 22 de março no Expo Barigüi, o Smart Plaza Vale do Pinhão irá reunir startups da capital que estão criando tecnologias e soluções para a chamada “revolução cotidiana”, aquela que muda o dia a dia das pessoas e também ajuda a rever a dinâmica e o planejamento das cidades, tornando-as ainda mais inteligentes.

 

O acesso à área de exposição será gratuito mediante inscrição prévia pelo site. O preço dos ingressos para o congresso até o dia 20 de março é de R$ 1.350, enquanto nos dois dias de evento será de R$ 1.500. Estudantes, professores, deficientes, idosos e pessoas que se enquadram na Lei nº 12.933 têm direito à meia-entrada, mediante comprovação.

O evento é chancelado pela FIRA Barcelona, consórcio público formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona, e que é o organizador do Smart City Expo World Congress, maior evento do mundo sobre cidades inteligentes, realizado anualmente em Barcelona. O iCities, empresa curitibana especializada em soluções para smart cities, é a responsável pela organização do evento no Brasil, em parceria com a Prefeitura Municipal de Curitiba e Vale do Pinhão.

Tecnologias interativas

 

Durante os dois dias do maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart Plaza Vale do Pinhão terá exposição (de produtos, serviços e soluções) e pitchs (palestras rápidas de, no máximo, 15 minutos) de representantes de startups, empresas da capital e de órgãos do município.

 

“Será uma espécie de praça central para mostrar as propostas pioneiras do ecossistema de inovação da capital e como o município as apoia”, antecipa Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, sobre a participação da capital no Smart City Expo Curitiba 2019. O evento internacional faz parte das programações do aniversário de 326 anos de Curitiba.

 

Também estão previstas várias tecnologias interativas que irão passar informações sobre o Vale do Pinhão para os cerca de seis mil visitantes previstos no fórum internacional.

 

"O Smart City Expo será uma grande vitrine para nossa empresa, que busca disseminar práticas de agricultura urbana com uma nova tecnologia", avalia Marcelo Pinhel, diretor executivo da Favo Tecnologia, startup da capital que irá expor suas hortas automatizadas para pequenos espaços, programadas via smartphone para se autoirrigar.

A VRGlass vai apresentar no Smart Plaza seus óculos de realidade virtual, aplicativos, games e filmes VR/AR (realidade virtual e aumentada) que podem ser usados em salas de aula e em treinamentos. “No caso da educação, a nossa tecnologia permite verdadeiras 'aulas de campo' sem sair da sala da aula, oferecendo experiências enriquecedoras que trazem benefícios ao processo de aprendizagem dos alunos”, conta Ohmar Tacla, CEO da VRGlass.

 

Para Nayana Rogal, coordenadora de Cultura do Ebanx, startup que facilita as compras de brasileiros em sites estrangeiros como Spotify e AliExpress, a participação da empresa no SCECWB será uma forma de contribuir com o debate sobre inovação e como está acontecendo nas cidades. “Queremos fazer parte desse momento, contar sobre como o Ebanx está inovando todos os dias, movimentando o jeito de fazer as coisas, e saber de outras empresas, iniciativas e pessoas como elas estão fazendo o mesmo. Essa troca de conhecimento gera um ciclo muito virtuoso, que beneficia as cidades como um todo e os indivíduos também”, avalia.

 

Conheça algumas startups que vão estar no Smart Plaza Vale do Pinhão:

 

Ebanx

No Brasil, 40% dos correntistas têm acesso limitado a produtos financeiros, incluindo cartão de crédito internacional. É esse espaço que a startup curitibana Ebanx ocupa, ao oferecer um serviço que permite a qualquer pessoa, mesmo se ela não tiver conta bancária, fazer uma compra on-line internacional.

 

Criada em 2012, em seu primeiro ano, o Ebanx processou R$ 3,3 milhões em vendas on-line. Em 2013, R$ 87,5 milhões. Em 2018, chegou a R$ 5,8 bilhões (valores consideram todos os países em que a empresa opera). Entre os clientes mais conhecidos do Ebanx estão Airbnb, AliExpress, Gearbest, Spotify e Wish.

 

Prevention

O Adam Robô é a segunda geração de um equipamento de pré-teste de visão criado pela startup curitibana Prevention, que ficou entre as 15 melhores do mundo na Imagine Cup 2018, da Microsoft, a maior competição internacional de inovação. O equipamento é leve, conta com softwares de última geração e usa a inteligência artificial para identificar, em no máximo cinco minutos, problemas oftalmológicos como miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia (vista cansada).

 

VRGlass

Além de produzir óculos de realidade virtual para smartphones, a VRGlass desenvolve conteúdos educacionais, de treinamento e promocionais para serem utilizados por meio da realidade virtual, aumentada e mista.

 

Uma equipe de desenvolvedores é responsável por criar games e captar imagens de ambientes reais por meio de câmeras que filmam em 360 graus e transformá-las em vídeos interativos, inclusive, com temas educacionais para serem usados nas salas de aula.

 

A startup já tem como clientes o Grupo Positivo, Faber-Castell, Hershey’s, Samsung, 3M e Rede Globo.

 

Favo Tecnologia

A Favo Tecnologia é uma startup da capital que surgiu, há dois anos, e comercializa hortas verticais automatizadas para pequenos espaços com auto irrigação via aplicativo de smartphone. Denominada Apis, a horta vertical pode ser instalada na parede das casas. O morador pode plantar verduras e temperos de ciclo curto em uma mistura de terra especial também fornecida pela startup.

 

4vants

Voltada a empresas e concessionárias do setor elétrico, a startup usa drones e inteligência artificial para inspecionar de forma remota as redes de distribuição e transmissão de eletricidade. Tudo é feito a partir da captura de fotos e vídeos, que ajudam a identificar com inteligência artificial a quantidade de ativos, anomalias e localização de cada item. A solução da 4vants ajuda as empresas do segmento de geração e distribuição de energia a aumentar a velocidade de inspeção, otimizar a gestão da manutenção, evitar riscos a humanos e reduzir custos.

 

Veever

A empresa desenvolveu um aplicativo para celular de fácil manuseio, que permite aos deficientes visuais se localizar pela cidade. O sistema funciona com beacons, dispositivos de microlocalização que são fixados em pontos chave da cidade, cujo sinal é interceptado pelo smartphone do usuário, funcionando como se fosse um GPS, mas com maior precisão. A tecnologia ainda ajuda o deficiente visual a identificar o Interbairros, o Ligeirinho e todo o sistema de transporte da cidade.

 

Hi Technologies

Oferece o Hilab, um laboratório “de bolso” que faz exames remotos por meio de um dispositivo eletrônico e com apenas algumas gotas de sangue. O equipamento já está em redes de farmácias da capital e permite fazer exames de gravidez (Beta HCG), dengue, glicose, vitamina D, HIV, sífilis, entre outros.

 

Após a coleta, o sangue é colocado em contato com os reagentes, dentro do Hilab onde a amostra é “digitalizada” e transmitida via internet para análise pela equipe da Hi Technologies. Em poucos minutos, é liberado o laudo validado, também via internet.

 

Boa Impressão 3D

Uma das impressoras 3D de baixo custo mais vendidas do Brasil nasceu e é produzida em Curitiba, mais precisamente no bairro Bigorrilho. Criada em março de 2018, a startup Boa Impressão 3D fabrica e comercializa a impressora 3D Stella 2, que transforma um filamento de plástico, moldado e fundido em microcamadas, em um novo objeto.

 

O filamento pode ser de diversos materiais, desde garrafas PET até produtos biodegradáveis como o PLA, feito à base de materiais vegetais como o bagaço de cana-de-açúcar e palha de milho, que, enterrado, se decompõem em dois anos.

 

Sobre o iCities

O iCities foi fundado em 2011 com a visão de um cenário em que as cidades tenham um papel muito mais proativo no desenvolvimento da sociedade. Dentre os projetos de maior relevância da empresa estão a vinda e organização do maior congresso do tema de smart cities de Barcelona para Curitiba - o Smart City Expo Curitiba -, o projeto de responsabilidade social iCities Kids, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Observatório Brasileiro de Cidades Inteligentes em São Francisco, na Califórnia (EUA), e as consultorias para municípios Smart Cities Brasil.

 

 

Adam Robô, impressora 3D Stella 2 e VRGlass são algumas das atrações da Smart Plaza Vale do Pinhão. Evento acontece nos dias 21 e 22 de março no Expo Barigui

0N4A3590.JPG
Guto Kraft